quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Contabilidade e Sistema de Informação

A Evolução da Contabilidade foi lenta, como foi a de todos os demais ramos do conheci mento humano.Por milênio a história da contabilidade é a da própria história da Conta. Foram surgindo à necessidade de aumento de conhecimento Contábil.
Desde sempre a Contabilidade gera muita informação, seus dados são trabalhados em Notas Fiscais e Relatórios Fiscais.


Desde muitos anos atrás a contabilidade já é presente em nosso meio. De forma elementar nasceu o conhecimento contábil e as provas mais antigas que se possui são superior a 10 e 20.000 anos atrás.
A Contabilidade é ciência que tem o objetivo de estudar o Patrimônio tanto no aspecto quantitativo quanto no qualitativo.
É presença constante dentro da empresa para tomadas decisões e resolução de problemas em demais áreas.

O sistema de informação hoje trabalha no meio de todos os setores de uma organização, com a evolução da Tecnologia avança cada vez mais.
O Sistema de Informação é a expressão utilizada para descrever seja ele automatizado, ou seja, manual, máquinas ou métodos organizados para coletar, processar, transmitir e disseminar dados que representam informação para o usuário e/ou cliente.
O sistema da informação vai ajudar a contabilidade na alteração das Notas Fiscais vigentes para as eletrônicas, que já estão em vigor. Grandes empresas já trabalham com as NF-e,como indústria de Ciagrros e Combustíveis


NF-e é um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar uma operação de circulação de mercadorias ou uma prestação de serviços, ocorrida entre as partes.
Isso vem agilizar o trabalho do contador e da área contábil, pois diminuindo o excesso de papeis, facilidade de arquivamento e pouco problema em perdas e dano de documentos.
O sistema de informação e a contabilidade unida formam uma ferramenta fundamental para o crescimento e o desenvolvimento de uma organização, para o acompanhamento do crescimento e demanda de trabalho que hoje surge a cada instante.
A contabilidade da um grande suporte para os demais profissionais que precisam de informações que influência diretamente em suas decisões.

Hoje em minha visão a importãncia do SI e a Contabilidade é fundamental e peça chave,para o acompanhamento do avanço da Tecnologia e seu crescimento,as empresa tem mais é que investir para sua espansão.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Nova forma de Escrituração Contábil - SPED

Instituído pelo Decreto n º 6.022, de 22 de janeiro de 2007, o projeto do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal (PAC 2007-2010) e constitui-se em mais um avanço na informatização da relação entre o fisco e os contribuintes.
De modo geral, consiste na modernização da sistemática atual do cumprimento das obrigações acessórias, transmitidas pelos contribuintes às administrações tributárias e aos órgãos fiscalizadores, utilizando-se da certificação digital para fins de assinatura dos documentos eletrônicos, garantindo assim a validade jurídica dos mesmos apenas na sua forma digital. 
É composto por três grandes subprojetos: Escrituração Contábil Digital, Escrituração Fiscal Digital e a NF-e - Ambiente Nacional.

Representa uma iniciativa integrada das administrações tributárias nas três esferas governamentais: federal, estadual e municipal.
Mantém parceria com 20 instituições, entre órgãos públicos, conselho de classe, associações e entidades civis, na construção conjunta do projeto.

Firma Protocolos de Cooperação com 27 empresas do setor privado, participantes do projeto-piloto, objetivando o desenvolvimento e o disciplinamento dos trabalhos conjuntos.

Possibilita, com as parcerias fisco-empresas, planejamento e identificação de soluções antecipadas no cumprimento das obrigações acessórias, em face às exigências a serem requeridas pelas administrações tributárias.

Faz com que a efetiva participação dos contribuintes na definição dos meios de atendimento às obrigações tributárias acessórias exigidas pela legislação tributária contribua para aprimorar esses mecanismos e confira a esses instrumentos maior grau de legitimidade social.

Estabelece um novo tipo de relacionamento, baseado na transparência mútua, com reflexos positivos para toda a sociedade.
 
OBJETIVOS DO SPED:
 
O Sped tem como objetivos, entre outros:
Promover a integração dos fiscos, mediante a padronização e compartilhamento das informações contábeis e fiscais, respeitadas as restrições legais.

Racionalizar e uniformizar as obrigações acessórias para os contribuintes, com o estabelecimento de transmissão única de distintas obrigações acessórias de diferentes órgãos fiscalizadores.

Tornar mais célere a identificação de ilícitos tributários, com a melhoria do controle dos processos, a rapidez no acesso às informações e a fiscalização mais efetiva das operações com o cruzamento de dados e auditoria eletrônica.
 
BENEFÍCIOS DO SPED:
 
-Redução de custos com a dispensa de emissão e armazenamento de documentos em papel;
Eliminação do papel;

-Redução de custos com a racionalização e simplificação das obrigações acessórias;

-Uniformização das informações que o contribuinte presta às diversas unidades federadas;

-Redução do envolvimento involuntário em práticas fraudulentas;

-Redução do tempo despendido com a presença de auditores fiscais nas instalações do contribuinte;

Simplificação e agilização dos procedimentos sujeitos ao controle da administração tributária (comércio exterior, regimes especiais e trânsito entre unidades da federação);

Fortalecimento do controle e da fiscalização por meio de intercâmbio de informações entre as administrações tributárias;

Rapidez no acesso às informações;

Aumento da produtividade do auditor através da eliminação dos passos para coleta dos arquivos;

Possibilidade de troca de informações entre os próprios contribuintes a partir de um leiaute padrão;

Redução de custos administrativos;

Melhoria da qualidade da informação;

Possibilidade de cruzamento entre os dados contábeis e os fiscais;

Disponibilidade de cópias autênticas e válidas da escrituração para usos distintos e concomitantes;

Redução do “Custo Brasil;

Aperfeiçoamento do combate à sonegação;

Preservação do meio ambiente pela redução do consumo de papel.

A maioria dos contribuintes já se utiliza dos recursos de informática para efetuar tanto a escrituração fiscal como a contábil. As imagens em papel simplesmente reproduzem as informações oriundas do meio eletrônico.

A facilidade de acesso à escrituração, ainda que não disponível em tempo real, amplia as possibilidades de seleção de contribuintes e, quando da realização de auditorias, gera expressiva redução no tempo de sua execução.


Universo de Atuação:

-Sped – Contábil-Sped – Fiscal
-NF-e – Ambiente Nacional
-NFS-e
-CT-e
-e-Lalur
-Central de Balanços

Site: http://www1.receita.fazenda.gov.br/sped

sábado, 27 de novembro de 2010

Questões Elaboradas

1. O que é Ativo Circulante?
È classificado o Grupo do meio circulante da empresa. Podemos entender como meios de pagamentos os valores disponíveis e os valores realizáveis de curto prazo.


2. O que é Passivo Circulante?Essa conta é uma obrigação ou bens e direitos?

Essa conta é uma obrigação. È as obrigações cujos vencimentos se dêem até o término do exercício seguinte do balanço.


3. Quais são as Contas que existe dentro do Ativo Permante?

É Investimento, Imobilizado, Diferido, Intangível.


4. O que é Patrimônio Líquido?

È o investimento inicial na empresa (Capital Social) bem como as reservas e os Lucros ou Prejuízos acumulados.


5. Quais são os Indicadores Financeiros e Econômicos da empresa?

Liquidez, Endividamento, Estrutura, Rentabilidade


6. Explique o que é Reserva de Lucro?

São contas de reserva constituídas pela apropriação de lucros da empresa, constituem garantia e segurança adicional para a saúde financeira da empresa.


7. Defina o que é Custo?

Podem ser classificados de diversas maneiras de acordo com a finalidade. Quando ao volume de produção dos custos são classificados em fixo e variáveis.


8. O que é Gestão Empresarial?

È a pratica constantemente da arte de planejar, organizar, controlar e decidir ao passos a serem seguidos pela organização em direção ao alcance de seus objetivos.


9. O que é Sistema de Informação?

È uma ciência social aplicada que visa o estudo de sistemas e tecnologia da informação no contexto empresarial e organizacional.


10. Quais são os Componentes de um Sistema?

São Objetivo do sistema, Entradas do Sistema, Processo do Sistema, Saídas do Sistema.

11. O que é Contabilidade?

È a ciência que estuda e controla o patrimônio, objetivando representá-lo graficamente, evidenciar suas variações, estabelecer normas para sua interpretação, análise e auditagem e servir como instrumento básico para a tomada de decisões de todos os setores direta ou indiretamente envolvidos com a empresa.


12. Defina o que é Entidades do Terceiro Setor?

O primeiro setor é o governo, que é responsável pelas questões sociais. O segundo setor é o privado, responsável pelas questões individuais. Com a falência do Estado, o setor privado começou a ajudar nas questões sociais, através das inúmeras instituições que compõem o chamado terceiro setor. Ou seja, o terceiro setor é constituído por organizações sem fins lucrativos e não governamentais, que tem como objetivo gerar serviços de caráter público.


13. Quais são as principais características do Terceiro Setor?

Sem fins Lucrativos, Não governamental, Organizada e Independente, Promoção de interesses coletivos, Produz bens e serviços públicos, Reinvestimentos obrigatório de eventuais lucros.


14. O que é Sistema de Informação Contábil?

È o meio que o contador ou controller utiliza para efetivar a contabilidade e a informação contábil dentro da organização.


15. Quais são os Subsistemas que existe dentro do Sistema de Informação?
São Subsistema de Contabilidade Societária e Fiscal, Subsistema de Controle de Patrimonial, Subsistema de Valorização do Inventario e Custo Contábil, Subsistema de Gestão de Impostos, Subsistema de Análise Financeira e de Balanços, Subsistema de Orçamento, Subsistema de Custos

Sites Pesquisa

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Glossário

- Ativo:São todos os bens,direitos e valores a receber de uma entidade.Contas do Ativo têm saldos devedores.
Ativo Circulante:Dinheiro em caixa ou em bancos;bens,direitos e valores a receber no prazo máximo de um ano,ou seja,realizável em curto prazo,aplicações de recursos em despesas do exercício seguinte.
Ativo Diferido:Subgrupo de contas do Permanente que evidenciam os recursos aplicados na realização de despesas que,por contribuírem para a formação do resultado de mais de um exercício social futuro.
- Ativo Permanente:Grupo de contas que englobavam recursos aplicados em todos os bens ou direitos de permanência duradoura,destinados ao funcionamento normal da sociedade e do seu empreendimento.
- Ativo não Circulante:São incluídos neste grupo todos os bens de permanência duradoura,destinados ao funcionamento normal da sociedade e do seu empreendimento.Tendo os seguintes subgrupos:Ativo Realizável a Longo Prazo,Investimento,Imobilizado,Intangível.
- Balanço:É um quadro onde é demonstrada a situação econômica/financeira da empresa na data a que o balanço diz respeito.
- Balanço Patrimonial:È a demonstração contábil destinada a evidenciar,qualitativa e quantitativamente,numa determinada data,a posição patrimonial e financeira da entidade.
- Bens:Tudo que pode ser avaliado economicamente e que satisfaça necessidades humanas.
- Bens Fixos ou Imobilizados:represetam os bens duráveis,com vida útil superior a 1 ano.
Ex:imóveis,veículos,máquinas,instalações,equipamentos,móveis e utensílios.
- Bens Intangíveis:Não possuem existência física,porém,representam uma aplicação de capital indispensável aos objetivos sociais,como Marcas e Patentes.
- Capital de Terceiros:Representam recursos originários de terceiros utilizados para a aquisição de ativos de propriedade da entidade.Corresponde ao passivo exigível.
- Capital Próprio:São os recursos originários dos sócios ou acionostas da entidade ou decorrentes de suas operações sociais.Corresponde ao patrimônio líquido.
- Capital Social: È o valor previsto em contrato ou estatuto,que forma a participação dos sócios ou acionistas na empresa (em dinheiro,bens ou direitos).
- Contabilidade:È a ciência que estuda e controla o patrimônio,objetivando representá-lo graficamente,
evidenciar suas variações,estabelecer normas para sua interpretação,análise e auditagem e servir como instrumento básico para a tomada de decisões de todos os setores direta ou indiretamente envolivados  com a empresa.
- Demonstração do Resultado do Exercício (DRE):Destina-se a evidenciar a fornação e resultado líquido do exercício,diante do confronto das receitas,custos e despesas apuradas segundo o regime de competência.
- Despesas:São gastos incorridos para,direta ou indiretamente,gerar receitas.As despesas podem diminuir o ativo e ou aumentar o passivo exifível.
- Diferido:Aplicações de recursos em despesas que contribuirão para lucro em mais de um período;pesquisa e desenvolvimento.
- Estoques:Representam os bens destinados á venda e que variam de acordo com a atividade da entidade.
- Exigível á Longo Prazo:Até 04.12.2008,classificavam-se como exigibilidade com vencimento após o encerramento do exercício subsequente.A partir desta data,tais exigibilidade são denominadas "Passivo Não Circulante".
- Funções da Contabilidade:Registrar,organizar,demonstrar,analisar e acompanhar as modificações do patrimônio em virtude da atividade econômica ou social que a empresa exerce no contexto econômico.
- Imobilizado:Bens e direitos destinados ás atividades da empresa;terrenos,edificações,máquinas e equipamentos,veículos,móveis e utensílios,obras em andamento para usoa próprio.
- Lucros Acumulados:Resultado positivo acumulado da entidade.Enquanto não distribuídos ou capitalizados,consideram-se como reserva de lucros.
- Obrigações:São dívidas ou compromisso de qualquer espécie ou natureza assumidos perante terceiros,ou bens de terceiros que se encontram em nossa posse.
- Passivo Circulante:Obrigações ou exigibilidade que deverão ser pagas no decorrer do exercício seguinte.Ex: duplicadas,contas a pagar,títulos a pagar,etc.
- Passivo Exigível:São as obrigações financeiras para com terceiros.Contas do passivo exigível têm saldos credores.
- Patrimônio Líquido:Valor que os proprietários tèm aplicado.Contas do patrimônio líquido têm saldos credores,divide-se em:Capital social;Reservas de capital;Reservas de reavaliação,Resesvas de lucros;e Lucro/Prejuízos acumulados.
- Passivo não Circulante:obrigações da entidades,inclusive financiaamentos para aquisição de direitos do ativo não-circulante,quando se vencerem após o exercício seguinte.
- Realizável á Longo Prazo:Direitos realizáveis após o término do exercício subsequente;direitos derivados de vendas,adiantamentos ou empréstimos a sociedade coligadas ou controladas.
- Receitas:São entradas de elementos para o ativo da empresa,na forma de bens e direitos que sempre provocam um aumento da situação líquida.
- Regime de Competência:Quando,na apuração dos resultados do exercício,são considerados as receitas e despesas,independentemente de seus recebimentos ou pagamentos.È obrigatório nas entidades com fins lucrativos.
- Reservas de Capital:São contribuições recebidas por proprietários ou de terceiros,que nada têm a ver coma as receitas ou ganhos.
- Reservas de Lucros:São obtidas pela apropriação de lucros da companhia ou da empresa por vários motivos,por exigência legal,estatutária ou por outras razões.
- Resultado de Exercício Futuro:Compreende as receitas antecipademante que de acordo com o regime de compotência pertence a exercício futuro,deduzido das respectivas despesas e custos.

Sistema de informação contábil

O sistema de informação contábil é um dos componentes do Sistema de Informação Gerencial (SIG, em linguagem da TI ou Tecnologia da Informação). Em geral deverá ser composto das seguintes partes (ou módulos):
  • Contabilidade geral: direcionada ao registro contábil nos moldes do padrão internacional, com o foco nos itens monetários de Balanço (Contabilidade financeira). Pode disponibilizar trabalhos adicionais como a elaboraçãode fluxo de caixa, planilhas de empréstimos, cálculo de juros, etc.);
  • Contabilidade patrimonial: direcionada a informação para a gestão dos chamados itens não monetários do balanço: contas do Ativo Permanente e do Patrimônio Líquido, cálculo da Depreciação, Reavaliação, etc.
  • Contabilidade de custos: integrada a movimentação dos almoxarifados e direcionada a informação sobre a apropriação e os rateios contábeis dos custos e despesas;
  • Contabilidade gerencial: informação para a gestão administrativa com ênfase nas análises financeira e econômica (esta última principalmente em relação aos custos e investimentos), conversão em moeda estrangeira, consolidação de balanços, etc
  • Controladoria: integrada aos Orçamentos de curto-prazo, e direcionadas às informações dos chamados itens controláveis do Balanço;
  • Contabilidade Estratégica: integrada aos Orçamentos e Programas de Longo-Prazo, direcionadas `a informação para a chamada Gestão Estratégica.
Como os softwares desse tipo seguem o padrão internacional (vide Contabilidade internacional), as especializações brasileiras como Contabilidade tributária e Contabilidade Pública quando necessárias devem ser adaptadas (customizadas) à "plataforma" original dos programas, o que traz imensas dificuldades aos profissionais contábeis do país.

Site: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_de_informa